right_side

Seguidores

Mais borrifados

hipocrisia (26) Mallu Magalhães (24) brasil (15) São Paulo (13) futebol (11) globo (11) música (8) política (8) PT (6) Rede Globo (6) Rodolover (6) lula (6) malandragem (6) Olimpíadas (5) Rodolover posta aí (5) SPFC (5) corinthians (5) trânsito (5) Abercrombie and Fitch (4) Rodolover o borrifador turista (4) Subcelebridade (4) arte (4) brasileiros (4) che guevara (4) chico buarque (4) cult (4) educação (4) juventude (4) modismo (4) movimento homossexual (4) obama (4) politicamente correto (4) rodolover sumiu daqui (4) rodoponey vo te dar uma porrada (4) 3d (3) Big Brother Brasil (3) MTV (3) Rio de Janeiro (3) Rodolover Agora é espanhol? (3) Rodolover some daqui (3) Toca Raul (3) balada (3) bbb (3) borrifada (3) borrifadinhas (3) brasileiro (3) carnaval (3) cinema (3) esquerdistas (3) gosto música (3) grandes eventos (3) leis (3) los hermanos (3) marketing (3) modinha (3) paulista (3) rodolover to postando (3) rodoponoy some daqui (3) romário (3) shopping (3) sustentabilidade (3) Amy Winehouse (2) Anti-social (2) Dilma (2) Direita (2) Eleições 2014 (2) Esquerda (2) Exército (2) Formula 1 (2) Gloria do Desporto Nacional (2) Inclusão digital (2) Indy (2) MPB (2) Mallu Magalhaes (2) Metallica (2) Michael Jackson (2) Muricy Ramalho (2) Mussum (2) Natal (2) Nelson Piquet (2) NxZero (2) ONGs (2) Olimpíadas 2016 (2) Pink Floyd (2) Politcos (2) Rico (2) Rio (2) Rock (2) Rododrunk (2) Rodolover vai pra Espanha virar Pederasta? (2) Rogério Ceni (2) Rubinho (2) São Paulo FC (2) academia (2) amor (2) ano novo (2) backstreet boys (2) big brother (2) blog (2) bolados de rave (2) burocracia (2) caetano veloso (2) chatice (2) corrupção (2) crise (2) críticos (2) democracia (2) dinâmica de grupo (2) espero que o São Paulo se recupere no Brasileiro (2) essência (2) facebook (2) falsidade (2) força sindical (2) férias (2) gaúcho (2) geração (2) globo.com (2) gordas (2) jazz (2) jeitinho (2) jovens (2) justiça (2) malandros (2) medo (2) mentira (2) moda (2) morumbi (2) mulheres feias (2) mulheres frescas (2) musica ruim (2) naturebas (2) nova geração (2) novela (2) orkut (2) palmeiras (2) periferia (2) playba (2) populismo (2) povo (2) proibição (2) protestos (2) rolezinhos (2) rádio (2) samba (2) sertanejo (2) tecnologia (2) trabalho (2) turismo (2) wwf (2) Ética (2) índia (2) #VaiTerCopa (1) 1000 (1) 17 e mais (1) 2013 (1) 2014 (1) 3G (1) 500 (1) Aquecimento Global (1) Astro (1) Banda Gloria (1) Barrichello (1) Belo Horizonte (1) Beyoncé (1) Billy (1) Black Dog (1) Bohemian Rhapsody (1) Bono vox (1) Brawn GP (1) Brazil (1) Britiain's got talent (1) Bronze (1) CUT (1) Cacildis (1) Camargo Correa (1) Canadá (1) Cansei de Ser Sexy (1) Charlie Brown Jr. (1) Clodovil (1) Clássico (1) Coca-cola (1) Colírios da Capricho (1) Conspiração (1) Copa do Mundo 2014 (1) Daiane dos Santos (1) David after dentist (1) Debate Bola (1) Demônios da Garoa (1) Desenho (1) Desorganização (1) Detroit Rock City (1) Diego Hipólyto (1) Diogo Mainardi (1) Diáspora Romana (1) Dona Zuleica é o nome da Mãe do Popó (1) Doug Funnie (1) Doug Funnie bixa (1) ENADE (1) El Salvador (1) Engenhão (1) Estados Unidos (1) Exclusão social (1) Fake (1) Felipe Massa (1) Folha Online (1) Fora Sarney (1) França (1) Fresno (1) Galvão Bueno (1) Gene Simmons (1) Gilberto Gil (1) Gostosas da Globo dão a bunda sem pudor (1) Grunge (1) Heavy Metal (1) Hermes e Renato (1) Holanda (1) Inglaterra (1) JK iguatemi (1) Jacarés (1) Jack Johnson (1) Jean Willys (1) Jennifer Aniston (1) Jeremias (1) Jesus Luz (1) John Mayer (1) Jon Lord (1) Juca Ferreira (1) Justin Bieber (1) Keisha (1) Kiss (1) Kurt Cobain (1) Lei Rouanet (1) Lei Seca (1) Licitações (1) Linhares (1) Lobão (1) Locaweb (1) Lotus (1) Luciano Huck (1) Luiz Felipe Pondé (1) MS-DOS (1) MSN (1) Madonna (1) Mais Médicos (1) Mamonas Assassinas (1) Manaus (1) Marcos (1) Meio-ambiente (1) Merda (1) Mestre Tele (1) Mexicanos são feios (1) Michael Moore (1) Michel Teló (1) Movimento Passe Livre (1) Mudhoney (1) Museum (1) Myspace (1) Nacionalismo (1) Nana Gouvêa (1) Nelson Priquet (1) Nevermind (1) Nirvana (1) O talentoso Ripley (1) PSOL (1) Pacha (1) Pan 2007 (1) Parabéns Lorena (1) Parangolé (1) Paris (1) Paul Stanley (1) Pearl Jam (1) Pedro Bial (1) Perua (1) Políca Federal (1) Putaria (1) Pânico na TV (1) Quadrinhos (1) Rebolation (1) Rei do Pop (1) Ricardo Gomes (1) Rock Progressivo (1) Rodolover sai pra lá (1) Rodolover vai embora (1) Rodolover voltando (1) Rodolover volte a escrever! (1) Rodonasty e as russas (1) Rogério (1) Ronaldinho Gaúcho (1) Ronaldo (1) Rubinho Barrichelle (1) SUS (1) SWU (1) Selton Mello (1) Show me your genitals (1) Sicko (1) Simonal (1) Sintetizador (1) Snack Culture (1) Susan Boyle (1) TI (1) Tempo (1) Tenho amigos putanheiros (1) Tupiniquim (1) Twitter (1) Uniban (1) Urso polar (1) Usain Bolt (1) VMB (1) Vice (1) Victor Fasano (1) Virada Cultura (1) Wikipedia (1) World Cup (1) Xuxa (1) YouTube (1) Zeca Camargo (1) aba reta (1) acessibilidade (1) administradores (1) aeroporto (1) agência (1) alcool (1) animais (1) aniversário (1) ansiedade (1) aperto (1) artistas subestimados (1) asas (1) avião (1) bacon (1) banalização (1) bananas (1) bang (1) bebado (1) bebês (1) bla (1) blasé (1) blogueiros (1) bob marley (1) bolsa família (1) bolívia (1) borrifada maluca (1) borrifador ausente (1) borrifadores (1) borrifando (1) botafogo (1) branding (1) brega (1) briguinha (1) buffet (1) cantoras (1) caos (1) capitalismo (1) capitão nascimento (1) carioca (1) carro (1) carroceiros (1) casper (1) celebridades (1) chilli beans (1) chocolover (1) cigarro (1) classe (1) clichês (1) coca (1) coldplay (1) coletividade (1) combie (1) comunicação (1) condescendência (1) contigo (1) contradição (1) copa do mundo (1) cotidiano (1) crianças (1) crítica (1) culpados (1) death magnetic (1) deputado (1) desenvolvimento sustentável (1) diego alemão (1) dinheiro (1) dionisio (1) direitos (1) discos voadores (1) discurso vazio (1) dislexia (1) divulgação (1) drogas (1) eco 92 (1) ecochato (1) edmundo (1) egoísmo (1) elite (1) emburrece (1) emissora (1) emos (1) empregada (1) entretenimento (1) espetáculo (1) espm (1) estilista (1) estética (1) evo (1) exposição (1) extremismo (1) faap (1) fabio porchat (1) falta de classe (1) falta de paciência (1) favela (1) figurinhas (1) fim de ano (1) flamengo (1) flanelinhas (1) fluminense (1) formaturas (1) frase do Senna (1) funk (1) futebol americano (1) gal costa (1) games (1) gay (1) geeks (1) geleiras (1) google (1) grafite (1) greenpeace (1) gringos (1) gugu (1) gv (1) healthcare (1) helloween (1) hipsters (1) história (1) homer (1) homofobia (1) honda (1) humor (1) hype (1) id (1) igualdade (1) impunidade (1) incentivo fiscal (1) incompetência (1) individuaismo (1) industria fonográfica (1) informação (1) injustiça social (1) inovação tecnológica (1) internet (1) iron maiden (1) irresponsabilidade (1) irritação (1) joel (1) jon e kate + 8 (1) jovem pan (1) juliana paes (1) juscelino (1) katilce (1) king curtis (1) leci brandão (1) legado (1) lemmy (1) lepo lepo (1) liberdade de expressão (1) limitação mental (1) lindos são os passarinhos (1) live 8 (1) live aid (1) livros da fuvest (1) logos (1) loiras (1) loudness war (1) lula vieira (1) luxemburgo (1) mackenzie (1) macunaíma (1) maioria (1) mal humor (1) manifestações (1) marcelo dourado (1) marcelo tas (1) marimoon (1) mau humor (1) maus politicos (1) maísa (1) meirelles (1) melhor do Brasil é o brasileiro (1) melhores posts (1) mesmice (1) metrô (1) mondo entretenimento (1) monty phyton (1) morre (1) motorhead (1) mudar (1) musculação (1) musica boa (1) mãozinha (1) nardoni (1) natural step (1) neo-liberalismo (1) nerds (1) netinho (1) nostalgia (1) nyt (1) pablo (1) padrão de beleza (1) pais bundões (1) palhaçada (1) panda (1) paris hilton (1) patriotismo (1) paulistas (1) pc do b (1) pelé (1) pena sentimento pior (1) pessoas efusivas (1) phil barros (1) pobreza (1) poesia (1) polícia (1) ponte estaiada (1) português (1) posers (1) preconceito (1) premiação (1) promessas (1) protesto (1) psirico (1) publicidade (1) puc (1) punheta (1) qualidade (1) rabo (1) racismo (1) radiohead (1) reality show (1) record (1) red bull (1) reformulação (1) reggae (1) relacionamento (1) religiao (1) religião (1) repórteres folgados (1) respeito (1) rivalidade (1) robei o dia de alguém porque eu devia ter postado ontem (1) roberts (1) rodízio (1) roupas (1) ruas (1) saco (1) santa (1) sassaricar (1) saúde (1) selos (1) sem partido (1) semana (1) senso de humor (1) sentimentos (1) separatismo (1) serginho groisman (1) sexo oral (1) shows (1) silêncio (1) sistema de saúde (1) some daqui. (1) sos mata atlântica (1) status (1) stress (1) subúrbio (1) sucesso (1) sujeira (1) super legais (1) surf (1) telemarketing (1) torcida (1) track and field (1) transporte público (1) troca (1) tropa de elite (1) truculência (1) tráfico (1) universidades (1) vagabunda (1) vasco (1) velocidade (1) venda de CDs (1) verdade absoluta (1) vida (1) vinhos (1) violência (1) vôo (1) war (1) whatsapp (1) workshop (1) xixi no banho (1) zanola (1)

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

As rádios “pop” e a minha paciência

Uma coisa boa sobre a música é que quando ela bate você não sente dor. Frase do brisa man Bob Marley. Essa frase é muito boa, admito. Mas e quando você sente dor ao ouvir uma musica? Aí é sinal de que algo esta errado.


É sabível que a minha paciência, a sua, do universitário, do pai de família, do João Ninguém tem o seu limite. Tenho certeza que você sofre, sofreu ou sofrerá esse tipo de dor desconhecida que as musicas das rádios pop de São Paulo nos “proporcionam”. O paulistano já tem fama de usar carro e quando precisa dele tudo o que deseja é ligar o radio e ouvir alguma musica que te agrade, sei lá, algum rock, opera, sertanejo, mpb, tango, enfim, a gosto do freguês.


Em São Paulo você não tem escolha, ou você ouve as radio Pop ou fica sem ouvir nada. E quando você ouve estas estações fajutas, parece que o mundo musical acaba se dividindo em três vertentes: grupo de cantores afro descendentes norte americanos (lê-se hip hop universitário), bandas emo brasileiras e musicas eletrônicas de DJS que você provavelmente nunca lembrará o nome.

Chamo de hip hop universitário a decadência do estilo hip hop e suas vertentes. O hip hop universitário é uma mistura de cantores e cantoras afro descendentes da terra do Tio Obama que teimam em assombrar nosso momento tão divertido de dirigir um carro. Quem nunca se perguntou o porquê que eu tenho que ouvir as musicas (TODAS) do Cris Brown, Rihana, Beyonce ou do Usher toda vez q ligo radio? E não adianta mudar de estação, eles estarão lá, pode conferir. E tem radio que diz que é “a radio diferente”... ahã... só se for diferente no remix. Alias o remix é mais algo bizarro que temos que conviver. Os produtores norte americamos, malandros como eles só, mantem a melodia da musica e só trocam a letra e o cantor, pronto, tah feito uma nova musica hip hopera universitária. É isso ae, caso você ainda não foi contemplado, é só identificar um YEAH, COME ON, REMIX...
PUBLICO ALVO: funkeiros, pois a letra é similar aos funks cariocas, só está em inglês.

As bandas EMO tupiniquins talvez sejam uma das maiores pragas dos últimos tempos. Digo isso porque a MTV foi totalmente dominada pela doença EMO, onde os VJS são emos (excluindo o comediante Marcos Mion e Joao gordo), a programação é EMO, os comerciais são EMOS. Aliás quem ganha sempre os prêmios MTV awards são os EMOS. Ainda me pergunto quanto tempo teremos que agüentar estas bandinhas compostas geralmente por playboizinhos paulistanos e cariocas que, sem ter o que fazer da vida, copiam as musicas de bandas EMO estrangeiras e passam e tocá-las em português. O resultado é o que você vê aí: letras pobres + poemas baratos de amor padronizadas = abertura da malhação. Tenho fé que essa “febre EMO” termine em breve, ninguem aguenta por muito tempo filhinho de papai PUBLICO ALVO: apenas meninas de 14 a 18 anos. Digo apenas meninas, porque se tem meninos que gostam disso, estes serão meninas no futuro.

E por último e não menos fedorento temos as musicas eletrônicas, tocadas a exaustão nas rádios pop, como uma espécie de “tampão” quando o repertório de EMOS e hip hop universitário se esgota. Nem preciso salientar que esse tipo de musica pode ser feita por você em casa através de qualquer software, é só instalar. A diferença é que botam algum cantor (a) falido para dizer que é “musica”. E assim caminha a humanidade, com refrões clichês como tutz tutz tutz “I FLY WITH YOU” tutz tutz tutz “DANCE ON THE FLOOR” tutz tutz tutz “MY DREAM WILL ARISE”...
PUBLICO ALVO: boa pergunta...


E como diria o professor girafales: “Oq resta?”. Façam cds, tragam seus pendrives para o carro, instale um dvd. Alterantivas existem, não se deixa dominar. Olé o olé touro...


KIKO BOTONES é um economista simpático e agradável, no entanto perde seu tempo com muitas bobagens.

10 Comentários:

Phill Barros disse...

grando Kiko! mais um tricolor para o borrifando... bem vindo...

Mas a Kiss, mesmo tendo mudado sua programação depois do fim da 89, ainda não se enquadra nesses vertentes, assim como outras rádios são focadas em determinado tipo de música, como a Cultura FM, com música clássica.

Abraços!

pablosnr disse...

dae kiko! duas coisas:

1)
PUBLICO ALVO: apenas meninas de 14 a 18 anos. Digo apenas meninas, porque se tem meninos que gostam disso, estes serão meninas no futuro.

SENSACIONAL ESSA COLOCAÇÃO!

2) assim como o Fi disse, tem algumas rádios boas. eu nunca ouvi, mas ja me disseram que além da kiss, a mitsubishi e a OI são boas rádios - se não me engano na OI você pode votar nas músicas via SMS.

ponto extra) existe essa tendência dos carros virem com suporte para mp3, etc.. creio também que em breve você vai poder acessar internet pelo carro e logo acessar radios digitais do mundo inteiro. aí sim teremos uma infinidade de opções!

abs e belo fds!

Rohit disse...

cool blog
mine: www.reddhacking.blogspot.com

Anônimo disse...

Muito bom!
Alguém tinha q falar sobre o tal funk carioca também... grande lixo.

Phill Barros disse...

Lembrando qeu recomendamos a leitura do post abaixo e tbm a ouvirem a magnífica música Bang Bang Bang, que poderia muito bem tocar nessas rádios

Anônimo disse...

Q texto idiota
não concordo com nada
esse texto é de um revoltado q num gosta desses tipos de músicas

Anônimo disse...

Nossa muito bom!
principalmente o trecho da música EMO. Ri horrores aqui.
Ao meu ver a única rádio que realmente presta é a KISS fm, as outras meu amigo, prefiro nem comentar a palhaçada capitalista que é.

Juliana disse...

depois do fim da rádio rock, não dá mais pra ouvir rádio. talvez a kiss, sei lá.

e programas de clipes são iguaizinhos a programação dos rádios.

Anônimo disse...

Revoltadinhoooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!]
Beijos
Carla

Debi Gorgulho disse...

Não concordo com nada! A nao ser com o fato de que somos refens da jabazada desses rádios. Aí sim.

Mesmo assim, tem que goste de cada uma dessas músicas. Desde que saiba porque gosta, do que gosta, e que goste de outras coisas também.. não vejo o porquê do preconceito. E tem mais: "público alvo: boa pergunta.." Sou eu!

Nada como se esguelar cantando "How does it feelll in my armsssss????"! Não é mais besta que se esguelar cantando "Mamaaaa uhhhhh.. Didnt mean to make you cry! If Im not back again this time tomorrowwwwww.. carry onnnnn, carry onnnnnnn!!"

Ouço OI, Mitsubishi e ouço Kiss também! Mas nada me impede de ouvir minha 97fm de vez em quando.

Postar um comentário