right_side

Seguidores

Mais borrifados

hipocrisia (26) Mallu Magalhães (24) brasil (15) São Paulo (13) futebol (11) globo (11) música (8) política (8) PT (6) Rede Globo (6) Rodolover (6) lula (6) malandragem (6) Olimpíadas (5) Rodolover posta aí (5) SPFC (5) corinthians (5) trânsito (5) Abercrombie and Fitch (4) Rodolover o borrifador turista (4) Subcelebridade (4) arte (4) brasileiros (4) che guevara (4) chico buarque (4) cult (4) educação (4) juventude (4) modismo (4) movimento homossexual (4) obama (4) politicamente correto (4) rodolover sumiu daqui (4) rodoponey vo te dar uma porrada (4) 3d (3) Big Brother Brasil (3) MTV (3) Rio de Janeiro (3) Rodolover Agora é espanhol? (3) Rodolover some daqui (3) Toca Raul (3) balada (3) bbb (3) borrifada (3) borrifadinhas (3) brasileiro (3) carnaval (3) cinema (3) esquerdistas (3) gosto música (3) grandes eventos (3) leis (3) los hermanos (3) marketing (3) modinha (3) paulista (3) rodolover to postando (3) rodoponoy some daqui (3) romário (3) shopping (3) sustentabilidade (3) Amy Winehouse (2) Anti-social (2) Dilma (2) Direita (2) Eleições 2014 (2) Esquerda (2) Exército (2) Formula 1 (2) Gloria do Desporto Nacional (2) Inclusão digital (2) Indy (2) MPB (2) Mallu Magalhaes (2) Metallica (2) Michael Jackson (2) Muricy Ramalho (2) Mussum (2) Natal (2) Nelson Piquet (2) NxZero (2) ONGs (2) Olimpíadas 2016 (2) Pink Floyd (2) Politcos (2) Rico (2) Rio (2) Rock (2) Rododrunk (2) Rodolover vai pra Espanha virar Pederasta? (2) Rogério Ceni (2) Rubinho (2) São Paulo FC (2) academia (2) amor (2) ano novo (2) backstreet boys (2) big brother (2) blog (2) bolados de rave (2) burocracia (2) caetano veloso (2) chatice (2) corrupção (2) crise (2) críticos (2) democracia (2) dinâmica de grupo (2) espero que o São Paulo se recupere no Brasileiro (2) essência (2) facebook (2) falsidade (2) força sindical (2) férias (2) gaúcho (2) geração (2) globo.com (2) gordas (2) jazz (2) jeitinho (2) jovens (2) justiça (2) malandros (2) medo (2) mentira (2) moda (2) morumbi (2) mulheres feias (2) mulheres frescas (2) musica ruim (2) naturebas (2) nova geração (2) novela (2) orkut (2) palmeiras (2) periferia (2) playba (2) populismo (2) povo (2) proibição (2) protestos (2) rolezinhos (2) rádio (2) samba (2) sertanejo (2) tecnologia (2) trabalho (2) turismo (2) wwf (2) Ética (2) índia (2) #VaiTerCopa (1) 1000 (1) 17 e mais (1) 2013 (1) 2014 (1) 3G (1) 500 (1) Aquecimento Global (1) Astro (1) Banda Gloria (1) Barrichello (1) Belo Horizonte (1) Beyoncé (1) Billy (1) Black Dog (1) Bohemian Rhapsody (1) Bono vox (1) Brawn GP (1) Brazil (1) Britiain's got talent (1) Bronze (1) CUT (1) Cacildis (1) Camargo Correa (1) Canadá (1) Cansei de Ser Sexy (1) Charlie Brown Jr. (1) Clodovil (1) Clássico (1) Coca-cola (1) Colírios da Capricho (1) Conspiração (1) Copa do Mundo 2014 (1) Daiane dos Santos (1) David after dentist (1) Debate Bola (1) Demônios da Garoa (1) Desenho (1) Desorganização (1) Detroit Rock City (1) Diego Hipólyto (1) Diogo Mainardi (1) Diáspora Romana (1) Dona Zuleica é o nome da Mãe do Popó (1) Doug Funnie (1) Doug Funnie bixa (1) ENADE (1) El Salvador (1) Engenhão (1) Estados Unidos (1) Exclusão social (1) Fake (1) Felipe Massa (1) Folha Online (1) Fora Sarney (1) França (1) Fresno (1) Galvão Bueno (1) Gene Simmons (1) Gilberto Gil (1) Gostosas da Globo dão a bunda sem pudor (1) Grunge (1) Heavy Metal (1) Hermes e Renato (1) Holanda (1) Inglaterra (1) JK iguatemi (1) Jacarés (1) Jack Johnson (1) Jean Willys (1) Jennifer Aniston (1) Jeremias (1) Jesus Luz (1) John Mayer (1) Jon Lord (1) Juca Ferreira (1) Justin Bieber (1) Keisha (1) Kiss (1) Kurt Cobain (1) Lei Rouanet (1) Lei Seca (1) Licitações (1) Linhares (1) Lobão (1) Locaweb (1) Lotus (1) Luciano Huck (1) Luiz Felipe Pondé (1) MS-DOS (1) MSN (1) Madonna (1) Mais Médicos (1) Mamonas Assassinas (1) Manaus (1) Marcos (1) Meio-ambiente (1) Merda (1) Mestre Tele (1) Mexicanos são feios (1) Michael Moore (1) Michel Teló (1) Movimento Passe Livre (1) Mudhoney (1) Museum (1) Myspace (1) Nacionalismo (1) Nana Gouvêa (1) Nelson Priquet (1) Nevermind (1) Nirvana (1) O talentoso Ripley (1) PSOL (1) Pacha (1) Pan 2007 (1) Parabéns Lorena (1) Parangolé (1) Paris (1) Paul Stanley (1) Pearl Jam (1) Pedro Bial (1) Perua (1) Políca Federal (1) Putaria (1) Pânico na TV (1) Quadrinhos (1) Rebolation (1) Rei do Pop (1) Ricardo Gomes (1) Rock Progressivo (1) Rodolover sai pra lá (1) Rodolover vai embora (1) Rodolover voltando (1) Rodolover volte a escrever! (1) Rodonasty e as russas (1) Rogério (1) Ronaldinho Gaúcho (1) Ronaldo (1) Rubinho Barrichelle (1) SUS (1) SWU (1) Selton Mello (1) Show me your genitals (1) Sicko (1) Simonal (1) Sintetizador (1) Snack Culture (1) Susan Boyle (1) TI (1) Tempo (1) Tenho amigos putanheiros (1) Tupiniquim (1) Twitter (1) Uniban (1) Urso polar (1) Usain Bolt (1) VMB (1) Vice (1) Victor Fasano (1) Virada Cultura (1) Wikipedia (1) World Cup (1) Xuxa (1) YouTube (1) Zeca Camargo (1) aba reta (1) acessibilidade (1) administradores (1) aeroporto (1) agência (1) alcool (1) animais (1) aniversário (1) ansiedade (1) aperto (1) artistas subestimados (1) asas (1) avião (1) bacon (1) banalização (1) bananas (1) bang (1) bebado (1) bebês (1) bla (1) blasé (1) blogueiros (1) bob marley (1) bolsa família (1) bolívia (1) borrifada maluca (1) borrifador ausente (1) borrifadores (1) borrifando (1) botafogo (1) branding (1) brega (1) briguinha (1) buffet (1) cantoras (1) caos (1) capitalismo (1) capitão nascimento (1) carioca (1) carro (1) carroceiros (1) casper (1) celebridades (1) chilli beans (1) chocolover (1) cigarro (1) classe (1) clichês (1) coca (1) coldplay (1) coletividade (1) combie (1) comunicação (1) condescendência (1) contigo (1) contradição (1) copa do mundo (1) cotidiano (1) crianças (1) crítica (1) culpados (1) death magnetic (1) deputado (1) desenvolvimento sustentável (1) diego alemão (1) dinheiro (1) dionisio (1) direitos (1) discos voadores (1) discurso vazio (1) dislexia (1) divulgação (1) drogas (1) eco 92 (1) ecochato (1) edmundo (1) egoísmo (1) elite (1) emburrece (1) emissora (1) emos (1) empregada (1) entretenimento (1) espetáculo (1) espm (1) estilista (1) estética (1) evo (1) exposição (1) extremismo (1) faap (1) fabio porchat (1) falta de classe (1) falta de paciência (1) favela (1) figurinhas (1) fim de ano (1) flamengo (1) flanelinhas (1) fluminense (1) formaturas (1) frase do Senna (1) funk (1) futebol americano (1) gal costa (1) games (1) gay (1) geeks (1) geleiras (1) google (1) grafite (1) greenpeace (1) gringos (1) gugu (1) gv (1) healthcare (1) helloween (1) hipsters (1) história (1) homer (1) homofobia (1) honda (1) humor (1) hype (1) id (1) igualdade (1) impunidade (1) incentivo fiscal (1) incompetência (1) individuaismo (1) industria fonográfica (1) informação (1) injustiça social (1) inovação tecnológica (1) internet (1) iron maiden (1) irresponsabilidade (1) irritação (1) joel (1) jon e kate + 8 (1) jovem pan (1) juliana paes (1) juscelino (1) katilce (1) king curtis (1) leci brandão (1) legado (1) lemmy (1) lepo lepo (1) liberdade de expressão (1) limitação mental (1) lindos são os passarinhos (1) live 8 (1) live aid (1) livros da fuvest (1) logos (1) loiras (1) loudness war (1) lula vieira (1) luxemburgo (1) mackenzie (1) macunaíma (1) maioria (1) mal humor (1) manifestações (1) marcelo dourado (1) marcelo tas (1) marimoon (1) mau humor (1) maus politicos (1) maísa (1) meirelles (1) melhor do Brasil é o brasileiro (1) melhores posts (1) mesmice (1) metrô (1) mondo entretenimento (1) monty phyton (1) morre (1) motorhead (1) mudar (1) musculação (1) musica boa (1) mãozinha (1) nardoni (1) natural step (1) neo-liberalismo (1) nerds (1) netinho (1) nostalgia (1) nyt (1) pablo (1) padrão de beleza (1) pais bundões (1) palhaçada (1) panda (1) paris hilton (1) patriotismo (1) paulistas (1) pc do b (1) pelé (1) pena sentimento pior (1) pessoas efusivas (1) phil barros (1) pobreza (1) poesia (1) polícia (1) ponte estaiada (1) português (1) posers (1) preconceito (1) premiação (1) promessas (1) protesto (1) psirico (1) publicidade (1) puc (1) punheta (1) qualidade (1) rabo (1) racismo (1) radiohead (1) reality show (1) record (1) red bull (1) reformulação (1) reggae (1) relacionamento (1) religiao (1) religião (1) repórteres folgados (1) respeito (1) rivalidade (1) robei o dia de alguém porque eu devia ter postado ontem (1) roberts (1) rodízio (1) roupas (1) ruas (1) saco (1) santa (1) sassaricar (1) saúde (1) selos (1) sem partido (1) semana (1) senso de humor (1) sentimentos (1) separatismo (1) serginho groisman (1) sexo oral (1) shows (1) silêncio (1) sistema de saúde (1) some daqui. (1) sos mata atlântica (1) status (1) stress (1) subúrbio (1) sucesso (1) sujeira (1) super legais (1) surf (1) telemarketing (1) torcida (1) track and field (1) transporte público (1) troca (1) tropa de elite (1) truculência (1) tráfico (1) universidades (1) vagabunda (1) vasco (1) velocidade (1) venda de CDs (1) verdade absoluta (1) vida (1) vinhos (1) violência (1) vôo (1) war (1) whatsapp (1) workshop (1) xixi no banho (1) zanola (1)

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Risco de extinção

Primeiramente gostaria de parabenizar os textos do meu xará Pedro Caramuru, e dos nossos queridos Kiko e Paulo.
olha essa agora:



É o STF diz que não é preciso ter diploma de jornalista para exercer a profissão. Vamos a declaração do presidente do STF Gilmar Mendes:
"Quando uma noticia não é verídica ela não será evitada pela exigência de que os jornalistas frequentem um curso de formação. É diferente de um motorista que coloca em risco a coletividade. A profissão de jornalista não oferece perigo de dano à coletividade (aaahhh!) tais como medicina, engenharia, advocacia nesse sentido por não implicar tais riscos não poderia exigir um diploma para exercer a profissão. Não há razão para se acreditar que a exigência do diploma seja a forma mais adequada para evitar o exercício abusivo da profissão".
O presidente da Federação dos Jornalistas comentou não acreditar na decisão do Supremo tribunal não exigir estudo, e reforçou: “Vamos usar a criatividade para garantir que a profissão seja exercida com ética”.

Hoje muitos trabalham com jornalismo e não possuem o diploma, mas as frases dos dois discursos chegam a levantar uma questão já muito discutida: a ética.
Graças ao curso de jornalismo é possível não só aprender a realizar investigação, buscas por informações,etc. Mas também, o mais importante, como passar informação. As notícias, sejam elas na TV, rádio ou jornais são para as pessoas o que há de maior aceitação quanto a sua veracidade. Tornando assim os jornalistas como principais influenciadores da opinião pública. Esse é um dos maiores poderes que há. Como o cidadão presidente do STF diz que não há interferência no coletivo?

É um exemplo clichê, mas ainda assim expõe as questões sobre o poder da notícia, é o caso da Escola de Base. Vários setores da imprensa publicaram o caso de haver abuso de menores. Pronto acabou a vida dos donos da escola, acusados de molestar criancinhas. No fim não aconteceu nada disso. Mas foi o suficiente para os velhinhos donos da escola ficarem loucos e apedrejados. Veja a história completa aqui.
Mas esse é o típico exemplo do porque deve haver formação e capacitação dos profissionais.

O jornalismo não é só notícias, é uma utilidade pública. O caso Watergate, e recentemente o Mensalão são exemplos de coisas positivas que o jornalismo trouxe.
Espero que os jornalistas de formação continuem como sendo os preferidos para a vaga de jornalismo, e que essa profissão consiga se reerguer e fazer valer o juramento de ser jornalista.

Deixo aqui um trecho de uma jornalista que trabalha no Profissão Repórter da Rede Bobo, Globo. Aliás, se puderem acompanhem o programa que é muito bom e visitem o site que é bem legal. Por meio desse programa é possível ver que não é nada simples e quantas coisas exigem ser um bom jornalista.
abaixo o depoimento da repórter Mariane Salerno sobre a reportagem de Curitiba para o programa “Um ano da lei seca”:
Quando se chega a uma cobertura um mês depois do ocorrido, corre-se o risco de ter de enfrentar certos incômodos. No caso do acidente com o ex-deputado Fernando Carli Filho, que matou dois meninos em Curitiba, em maio deste ano, encontramos alguns.

O caso teve muita repercussão e foi bastante noticiado e, apesar de eu nunca ter pisado na cidade, ouvi muitos: “vocês de novo”, “vocês não cansam, não?”, “você não pode usar a entrevista do jornal local?”, “mas todo mundo já divulgou isso”, “usa o arquivo da Rede Globo” etc. A única testemunha do acidente não queria ser incomodada. O delegado do caso se incomodou com as perguntas. O dono do restaurante, onde o então deputado bebeu antes do acidente, também ficou extremamente incomodado com a nossa presença. De uma forma geral, pessoas importantes para o esclarecimento dos fatos estavam incomodadas por receber jornalistas mais uma vez, repetir entrevistas, coisa e tal.

Mas, por outro lado, tinha o incômodo das famílias das vítimas. Eles, pais e irmãos de Rafael Gilmar e de Carlos Murilo, estavam muito incomodados com os quartos vazios, com os objetos encaixotados, com os planos interrompidos, com a falta daqueles abraços, com os lugares sobrando na mesa do jantar, nos almoços de família, com as perdas irreversíveis. E foi com esse incômodo que eu me incomodei. E, por ele, eu enfrentei todos os outros incômodos e seus incomodados.

Video de dep. defendendo o diploma

2 Comentários:

Paulo Dragocinovic disse...

Cara , é por essas e outras que eu digo, e repito que o nosso país não tem jeito!

Juro, imagina a quanto tempo isso ta sendo discutido? 4 horas no supremo pra tomar a decisão. ISSO NÃO DEVERIA NEM SER COGITADO!

tanta coisa muito mais importante a ser resolvida... e cada vez mais eles conseguem piorar o que já era ruim !

Imagina agora se eu resolvo transformar o borrifando em um jornal impresso. TEmos o direito de entrar para o sindicato dos jornalistas! E caso algum de voces briguem comigo, podem entrar na justiça e me processar dizendo q eu nao pagava salários!


Sério.. é um absurdo esse país! Eu não vejo a hora de me mandar daqui de novo...

Debi Gorgulho disse...

Eu vi essa reportagem sobre 1 ano de lei seca na sexta passada. Foi muito boa e de fato, a cada vez que assisto, gosto mais do programa. Em geral sao reporteres recem formados, que ainda tem a vontade de ir atras sa historia verdadeira, de mostrar ao publico um novo angulo, enfim..

E sobre essa reportagem, é imperdível a entrevista com o delegado. Imperdível.

Postar um comentário