right_side

Seguidores

Mais borrifados

hipocrisia (26) Mallu Magalhães (24) brasil (15) São Paulo (13) futebol (11) globo (11) música (8) política (8) PT (6) Rede Globo (6) Rodolover (6) lula (6) malandragem (6) Olimpíadas (5) Rodolover posta aí (5) SPFC (5) corinthians (5) trânsito (5) Abercrombie and Fitch (4) Rodolover o borrifador turista (4) Subcelebridade (4) arte (4) brasileiros (4) che guevara (4) chico buarque (4) cult (4) educação (4) juventude (4) modismo (4) movimento homossexual (4) obama (4) politicamente correto (4) rodolover sumiu daqui (4) rodoponey vo te dar uma porrada (4) 3d (3) Big Brother Brasil (3) MTV (3) Rio de Janeiro (3) Rodolover Agora é espanhol? (3) Rodolover some daqui (3) Toca Raul (3) balada (3) bbb (3) borrifada (3) borrifadinhas (3) brasileiro (3) carnaval (3) cinema (3) esquerdistas (3) gosto música (3) grandes eventos (3) leis (3) los hermanos (3) marketing (3) modinha (3) paulista (3) rodolover to postando (3) rodoponoy some daqui (3) romário (3) shopping (3) sustentabilidade (3) Amy Winehouse (2) Anti-social (2) Dilma (2) Direita (2) Eleições 2014 (2) Esquerda (2) Exército (2) Formula 1 (2) Gloria do Desporto Nacional (2) Inclusão digital (2) Indy (2) MPB (2) Mallu Magalhaes (2) Metallica (2) Michael Jackson (2) Muricy Ramalho (2) Mussum (2) Natal (2) Nelson Piquet (2) NxZero (2) ONGs (2) Olimpíadas 2016 (2) Pink Floyd (2) Politcos (2) Rico (2) Rio (2) Rock (2) Rododrunk (2) Rodolover vai pra Espanha virar Pederasta? (2) Rogério Ceni (2) Rubinho (2) São Paulo FC (2) academia (2) amor (2) ano novo (2) backstreet boys (2) big brother (2) blog (2) bolados de rave (2) burocracia (2) caetano veloso (2) chatice (2) corrupção (2) crise (2) críticos (2) democracia (2) dinâmica de grupo (2) espero que o São Paulo se recupere no Brasileiro (2) essência (2) facebook (2) falsidade (2) força sindical (2) férias (2) gaúcho (2) geração (2) globo.com (2) gordas (2) jazz (2) jeitinho (2) jovens (2) justiça (2) malandros (2) medo (2) mentira (2) moda (2) morumbi (2) mulheres feias (2) mulheres frescas (2) musica ruim (2) naturebas (2) nova geração (2) novela (2) orkut (2) palmeiras (2) periferia (2) playba (2) populismo (2) povo (2) proibição (2) protestos (2) rolezinhos (2) rádio (2) samba (2) sertanejo (2) tecnologia (2) trabalho (2) turismo (2) wwf (2) Ética (2) índia (2) #VaiTerCopa (1) 1000 (1) 17 e mais (1) 2013 (1) 2014 (1) 3G (1) 500 (1) Aquecimento Global (1) Astro (1) Banda Gloria (1) Barrichello (1) Belo Horizonte (1) Beyoncé (1) Billy (1) Black Dog (1) Bohemian Rhapsody (1) Bono vox (1) Brawn GP (1) Brazil (1) Britiain's got talent (1) Bronze (1) CUT (1) Cacildis (1) Camargo Correa (1) Canadá (1) Cansei de Ser Sexy (1) Charlie Brown Jr. (1) Clodovil (1) Clássico (1) Coca-cola (1) Colírios da Capricho (1) Conspiração (1) Copa do Mundo 2014 (1) Daiane dos Santos (1) David after dentist (1) Debate Bola (1) Demônios da Garoa (1) Desenho (1) Desorganização (1) Detroit Rock City (1) Diego Hipólyto (1) Diogo Mainardi (1) Diáspora Romana (1) Dona Zuleica é o nome da Mãe do Popó (1) Doug Funnie (1) Doug Funnie bixa (1) ENADE (1) El Salvador (1) Engenhão (1) Estados Unidos (1) Exclusão social (1) Fake (1) Felipe Massa (1) Folha Online (1) Fora Sarney (1) França (1) Fresno (1) Galvão Bueno (1) Gene Simmons (1) Gilberto Gil (1) Gostosas da Globo dão a bunda sem pudor (1) Grunge (1) Heavy Metal (1) Hermes e Renato (1) Holanda (1) Inglaterra (1) JK iguatemi (1) Jacarés (1) Jack Johnson (1) Jean Willys (1) Jennifer Aniston (1) Jeremias (1) Jesus Luz (1) John Mayer (1) Jon Lord (1) Juca Ferreira (1) Justin Bieber (1) Keisha (1) Kiss (1) Kurt Cobain (1) Lei Rouanet (1) Lei Seca (1) Licitações (1) Linhares (1) Lobão (1) Locaweb (1) Lotus (1) Luciano Huck (1) Luiz Felipe Pondé (1) MS-DOS (1) MSN (1) Madonna (1) Mais Médicos (1) Mamonas Assassinas (1) Manaus (1) Marcos (1) Meio-ambiente (1) Merda (1) Mestre Tele (1) Mexicanos são feios (1) Michael Moore (1) Michel Teló (1) Movimento Passe Livre (1) Mudhoney (1) Museum (1) Myspace (1) Nacionalismo (1) Nana Gouvêa (1) Nelson Priquet (1) Nevermind (1) Nirvana (1) O talentoso Ripley (1) PSOL (1) Pacha (1) Pan 2007 (1) Parabéns Lorena (1) Parangolé (1) Paris (1) Paul Stanley (1) Pearl Jam (1) Pedro Bial (1) Perua (1) Políca Federal (1) Putaria (1) Pânico na TV (1) Quadrinhos (1) Rebolation (1) Rei do Pop (1) Ricardo Gomes (1) Rock Progressivo (1) Rodolover sai pra lá (1) Rodolover vai embora (1) Rodolover voltando (1) Rodolover volte a escrever! (1) Rodonasty e as russas (1) Rogério (1) Ronaldinho Gaúcho (1) Ronaldo (1) Rubinho Barrichelle (1) SUS (1) SWU (1) Selton Mello (1) Show me your genitals (1) Sicko (1) Simonal (1) Sintetizador (1) Snack Culture (1) Susan Boyle (1) TI (1) Tempo (1) Tenho amigos putanheiros (1) Tupiniquim (1) Twitter (1) Uniban (1) Urso polar (1) Usain Bolt (1) VMB (1) Vice (1) Victor Fasano (1) Virada Cultura (1) Wikipedia (1) World Cup (1) Xuxa (1) YouTube (1) Zeca Camargo (1) aba reta (1) acessibilidade (1) administradores (1) aeroporto (1) agência (1) alcool (1) animais (1) aniversário (1) ansiedade (1) aperto (1) artistas subestimados (1) asas (1) avião (1) bacon (1) banalização (1) bananas (1) bang (1) bebado (1) bebês (1) bla (1) blasé (1) blogueiros (1) bob marley (1) bolsa família (1) bolívia (1) borrifada maluca (1) borrifador ausente (1) borrifadores (1) borrifando (1) botafogo (1) branding (1) brega (1) briguinha (1) buffet (1) cantoras (1) caos (1) capitalismo (1) capitão nascimento (1) carioca (1) carro (1) carroceiros (1) casper (1) celebridades (1) chilli beans (1) chocolover (1) cigarro (1) classe (1) clichês (1) coca (1) coldplay (1) coletividade (1) combie (1) comunicação (1) condescendência (1) contigo (1) contradição (1) copa do mundo (1) cotidiano (1) crianças (1) crítica (1) culpados (1) death magnetic (1) deputado (1) desenvolvimento sustentável (1) diego alemão (1) dinheiro (1) dionisio (1) direitos (1) discos voadores (1) discurso vazio (1) dislexia (1) divulgação (1) drogas (1) eco 92 (1) ecochato (1) edmundo (1) egoísmo (1) elite (1) emburrece (1) emissora (1) emos (1) empregada (1) entretenimento (1) espetáculo (1) espm (1) estilista (1) estética (1) evo (1) exposição (1) extremismo (1) faap (1) fabio porchat (1) falta de classe (1) falta de paciência (1) favela (1) figurinhas (1) fim de ano (1) flamengo (1) flanelinhas (1) fluminense (1) formaturas (1) frase do Senna (1) funk (1) futebol americano (1) gal costa (1) games (1) gay (1) geeks (1) geleiras (1) google (1) grafite (1) greenpeace (1) gringos (1) gugu (1) gv (1) healthcare (1) helloween (1) hipsters (1) história (1) homer (1) homofobia (1) honda (1) humor (1) hype (1) id (1) igualdade (1) impunidade (1) incentivo fiscal (1) incompetência (1) individuaismo (1) industria fonográfica (1) informação (1) injustiça social (1) inovação tecnológica (1) internet (1) iron maiden (1) irresponsabilidade (1) irritação (1) joel (1) jon e kate + 8 (1) jovem pan (1) juliana paes (1) juscelino (1) katilce (1) king curtis (1) leci brandão (1) legado (1) lemmy (1) lepo lepo (1) liberdade de expressão (1) limitação mental (1) lindos são os passarinhos (1) live 8 (1) live aid (1) livros da fuvest (1) logos (1) loiras (1) loudness war (1) lula vieira (1) luxemburgo (1) mackenzie (1) macunaíma (1) maioria (1) mal humor (1) manifestações (1) marcelo dourado (1) marcelo tas (1) marimoon (1) mau humor (1) maus politicos (1) maísa (1) meirelles (1) melhor do Brasil é o brasileiro (1) melhores posts (1) mesmice (1) metrô (1) mondo entretenimento (1) monty phyton (1) morre (1) motorhead (1) mudar (1) musculação (1) musica boa (1) mãozinha (1) nardoni (1) natural step (1) neo-liberalismo (1) nerds (1) netinho (1) nostalgia (1) nyt (1) pablo (1) padrão de beleza (1) pais bundões (1) palhaçada (1) panda (1) paris hilton (1) patriotismo (1) paulistas (1) pc do b (1) pelé (1) pena sentimento pior (1) pessoas efusivas (1) phil barros (1) pobreza (1) poesia (1) polícia (1) ponte estaiada (1) português (1) posers (1) preconceito (1) premiação (1) promessas (1) protesto (1) psirico (1) publicidade (1) puc (1) punheta (1) qualidade (1) rabo (1) racismo (1) radiohead (1) reality show (1) record (1) red bull (1) reformulação (1) reggae (1) relacionamento (1) religiao (1) religião (1) repórteres folgados (1) respeito (1) rivalidade (1) robei o dia de alguém porque eu devia ter postado ontem (1) roberts (1) rodízio (1) roupas (1) ruas (1) saco (1) santa (1) sassaricar (1) saúde (1) selos (1) sem partido (1) semana (1) senso de humor (1) sentimentos (1) separatismo (1) serginho groisman (1) sexo oral (1) shows (1) silêncio (1) sistema de saúde (1) some daqui. (1) sos mata atlântica (1) status (1) stress (1) subúrbio (1) sucesso (1) sujeira (1) super legais (1) surf (1) telemarketing (1) torcida (1) track and field (1) transporte público (1) troca (1) tropa de elite (1) truculência (1) tráfico (1) universidades (1) vagabunda (1) vasco (1) velocidade (1) venda de CDs (1) verdade absoluta (1) vida (1) vinhos (1) violência (1) vôo (1) war (1) whatsapp (1) workshop (1) xixi no banho (1) zanola (1)

sábado, 2 de maio de 2009

Big Brother Brasil – até quando?

Gostaria de abrir minha borrifada de sábado ao meu amigo Pedro Caramuru que fez um texto totalmente direcionado ao Big Brother. Como a "onda" BBB está acabando e já temos um texto para este domingo, decidi que é um dever cívil meu postar este texto ainda hoje, afim de não deixar a peteca cair no esquecimento. Sobretudo é muito bom ver outras pessoas postando neste condesso espaço de sinceridade pública.
Outro ponto é que ontem atingimos a marca de 10 mil acessos na nossa ainda breve história. Ainda por cima já participamos de um programa de TV da até aqui borrifada por mim, MTV. Que venham mais 10 mil acessos e vôos mais altos. Parabéns a todos os borrifadores, principalmente pelo comprometimento que aumentou muito e "profissionalizou" de certa forma, este nosso espaço. Mais do que isto, o borrifando veio preencher uma lacuna que faltava na internet brasileira. A do questionamento, da azedice ácida e sarcasmo direcionado a personagens claros, sem meias palavras. Continuaremos trabalhando para que nosso missão inicial sempre seja cumprida.

Obrigado e aproveitem.

Abçs,
Petrescu

--
"Apesar de já ter sido citado algumas vezes neste respeitado blog (que leio diariamente), sempre me perguntei por que nunca havia sido redigido um post para falar especialmente, talvez, do maior lixo já criado pelo ser humano em tempos contemporâneos.

A cada ano somos vítimas de novas aberrações alimentadas pelos canais de comunicação, em especial claro, pela rede Globo e sua trupe de canalhas manipuladores. Como se já não bastassem as novelas, em “temporada” de Big Brother sou obrigado a conviver diariamente com 90% de pessoas que chegam ao trabalho comentando sobre quem foi eliminado no dia anterior. Vou almoçar e o assunto na mesa é se o “Rafinha” quer tramar contra o “Cadu” ou se a “Má” está de olho no “Lelo”. Abro a Internet e o quadro principal de qualquer site de comunicação mostra o “confronto” dos participantes da noite. Quando vou ao supermercado, na fila do caixa todas as revistas mostram capas com “BBB´s” atuais e o que estão fazendo atualmente falidos “ex-BBB´s”. Ligo a TV apenas uma vez ao dia, só para dormir, e no canal default net 37 tenho que ver o tal do “Alemão” vendendo qualquer porcaria de pacote pay per view. Faça-me o favor!

Me pergunto o que leva uma alta parcela de pessoas a perder precioso tempo de suas vidas entretidas com a vida alheia de uma porção de “ninguéms”. E pior, não falo apenas da massa ignorante sem futuro e conteúdo que assiste ao programa, mas sim, também pessoas bem instruídas, com berço cultural, carreiras promissoras e uma vida cheia de cor. Analisando no papel, peguntem-se: o que é o big brother, afinal? Uma punhado de desocupados oportunistas, falsos moralistas, que são atirados em uma bem estruturada residência aonde têm à disposição todo conforto, baladas diárias e mulheres promíscuas. Há ainda aqueles que defendam que “é fascinante observar o comportamento humano”. Sobre essa afirmação que algum de vocês provavelmente também já deve ter escutado, prefiro nem me pronunciar.

Deixando quem assiste um pouco de lado e voltando aos participantes: existe algo mais falso e hipócrita do que os participantes? Ninguém, mas absolutamente ningúem que entra naquela casa é verdadeiro. Assistir às cenas dos participantes saindo da casa chorando e se abraçando após poucas semanas de interação é algo que me dá extremo nojo e asco. Quem querem enganar? É ridículo. Pessoas convivendo há menos de 3 meses fazendo promessas de amizade e amor quando, no fundo, todos ali querem apenas o dinheiro que está em jogo. Eu também iria atrás da grana, claro. Também me dá vontade de vomitar quando os participantes do “paredão” começam a ver suas famílias com aquelas camisetas ridículas com sua foto estampada e se colocam a chorar. Imaginem então se tivessem que ir morar um ano inteiro na gringa? Pior ainda é questionar o que os “Ex-BBB´s” acham que são. Algum tipo de celebridade? Um rockstar? Por acaso algum deles acrescentou algo na sua vida? Te ensinou coisas novas? Criou alguma música que você ouve e se emociona?
Por fim, mas não menos importante, gostaria de analisar os esteriótipos que sempre se renovam. Todos, claro, sempre pré programados e selecionados pela rede Globo de forma imparcial e idônea:

O Bad Boy: geralmente há mais de um. São homens beirando seus 30 anos, carregados de músculos e tatuagens, e que entram na casa disputando quem vai pegar a mais gostosa ou a maior quantidade de mulheres. Geralmente são bem nascidos e se apresentam como “empresários”, mas sempre tentando deixar claro que nunca foram sustentados pelo dinheiro do papai e lutaram para vencer na vida. Há! Vindos de: Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

O Intelectual: são magros, cabelo não cortado e barba por fazer. Gostam de se trajar com roupas cult e aqueles óculos quadrados, porém modernos. Se fazem parecer por sábios. Daquele tipo que sempre fica calado, porém observando tudo o que acontece ao seu redor. Fingem ter cultura e apreciar leitura e música. Trabalham como professor, ou DJ. Eventualmente podem ter tatuagens, mas só se forem coisas bizarras que ninguém entende ou nunca faria. Vindos de: Norte/Nordeste, Espírito Santo.

O Homossexual: esse grupo ocasionalmente pode se mesclar também com o dos intelectuais. Porém, no grupo dos homossexuais estão aqueles que agitam mais durante festas e brincadeiras envolvendo fantasias. Trabalham como artistas plásticos ou publicitários e são vindos do Nordeste ou São Paulo (capital e interior).

A Puta: aqui está o grupo que aparece com maior peso em todos os programas. Lógico, boa parte da audiência e dinheiro dos pós-contratos vem delas. São moças entre 20 e 28 anos loucas para uma oportunidade na TV e dispostas a qualquer sacrifício para isso. São “modelos” ou produtoras de eventos. Aqui a cartilha é diversificada entre loiras e morenas e dividida por níveis: a melhor de todas vai para a playboy. A segunda, acaba indo parar na Sexy. Da terceira em diante, são disputadas vagas em revistas menos conhecidas e falidas, pontas como dançarina em programas de auditório e até, eventualmente, um filminho pornô. Todas têm seus 5 minutos de fama no site papparazo e TV fama uma semana após saírem da casa. Vindas do Brasil todo, mas majoritariamente de Santa Catarina e Rio de Janeiro (por questões óbvias). De todos os grupos, esse é o que tem mais chance de tirar proveito do programa, de longe.

O Caipira: esse é o famoso chato. Chato porque todo caipira acha que é mais engraçado que o resto do grupo (e realmente muitas vezes acaba sendo mesmo). No entanto, o caipira se aproveitará de qualquer oportunidade para ser o centro das atenções, especialmente nos momentos em que estiver falando ao vivo com Pedro Bial. O Caipira acaba ficando amigo de todas as mulheres, mas não acaba pegando nenhuma. Pode gerar atrito com o grupo dos Bad Boys, que também não toleram perder o foco da atenção dos outros integrantes. Os caipiras vêm do interior de São Paulo ou cidades das quais você nunca ouviu falar, do estado de Goiás e perímetros. Geralmente têm um pequeno negócio próprio: restaurante, locadora, entre outros.

O bonzinho: esse cluster se divide bem entre homens e mulheres. São aqueles(as) que chegam dizendo “não vim para jogar” e batem na tecla de que “apenas estar aqui é uma sensação maravilhosa”. São os mais falsos e acabam se envolvendo um pouco com cada grupo. Formada por grande maioria de covardes, a hora que a discussão aperta sempre dão um jeito de ficar em cima do muro e tentar sair como apaziguador. Não têm qualquer característica física marcante e nem região majoritária, mas trabalham como autônomos ou com relações públicas.

O pobre: não é novidade que toda campanha de comunicação ou novela, o que quer que seja, precisa contemplar todas as classes e raças sociais. E a própria globo faz isso muito bem. Geralmente negro ou pardo, o pobre da casa sempre vai lutar para estampar que ele realmente é pobre, menos favorecido e, por isso, especial. Se não for homem, será uma dona de casa gorda e mal cuidada, de meia idade. Aqueles mais ligeiros se associarão ao pobre e fingirão dar atenção para as coisas que ele fala, afinal assim estão também roubando uma fatia do bolo junto aos espectadores que se comovem com maior facilidade. Infelizmente o pobre nunca será o vencedor, pois depois a rede globo não conseguirá extrair muitos frutos dele.

Gostaria de reiterar que não tenho absolutamente nada contra qualquer classe social, etnia ou preferência sexual. Tenho amigos e convivo com pessoas de todos os perfis acima citados.
Não vou escrever um parágrafo conclusivo para essa crítica, porém se eu puder deixar uma mensagem a todos vocês, espero que empreguem seu tempo em coisas melhores do que Big Brother e aqui também não serei hipócrita de dizer vá ler um livro ou ajudar a sociedade. Simplesmente não a atrapalhe dando audiência para esta porcaria.

Fica aqui meu forte abraço e agradecimento aos idealizadores deste espaço ímpar: Diogo Petrescu e Paulo Dragocinovic.

“For Those About to Rock, We Salute You”."
Assina Pedro Caramuru

4 Comentários:

Paulo Dragocinovic disse...

Mto bom kra!! Será sempre bem vindo quando quiser participar. Eu rachei o bico com os estados de onde vem cada perfil! É mto verdade! E realmente as putas geralmente são de Sta. Catarina ou RJ ! ahuhauaha


também me irrito a valer com a falsidade! As pessoas ficam gritando q nem loucas quando se salvam no paredão.. choram com qualquer um que sai. É uma puta mentira.

gustavo disse...

"e no canal default net 37 tenho que ver o tal do “Alemão” vendendo qualquer porcaria de pacote pay per view. Faça-me o favor!"

hahahaahhahaha só esse trecho já fez valer o post, descobri o blog faz pouco tempo, muito bom o conteudo, continuem assim e que se tornem o mais acessado do Brasil

Pedro Tadashi disse...

as putas q se apresentam como produtoras de evnetos é demais hahahaha
muito bom mesmo o post

renata disse...

Muito bom mesmo, é bem isso que acontece!! Nunca vi tanta verdade escrita aki.

Postar um comentário